Wednesday, February 12, 2014

parece que ando dopada...


Esta semana apareceu uma espécie de terçol (não sei explicar o termo médico) no olho. Ando com ele inchado, cheio de dores e a lacrimejar. Até febre isto me causou! Mas bem, tenho tentado me controlar para não ter nenhuma crise de hipocondria ou de ansiedade a pensar que algo de mal vai acontecer por causa deste meu "novo amigo". No entanto, não consigo de deixar de ter um humor extremamente depressivo. Detesto isso em mim... Mas é quem eu sou. Um ser tão lôbrego que irrita. Irrita ao ponto de a insegurança apoderar-se da minha mente e atingir todo o meu físico.  
Então, lá faltei ás aulas hoje de manhã por ter uma pálpebra vinda da guerra... Mas lá com os paninhos quentes diminui o inchaço e decidi ir à aula de canto de tarde.

(...)

Inicialmente tive a aula com a Professora estagiária e devo dizer que quase me surpreendi com os vocalizos que fiz. Senti melhorias... Pensei que esta aula, finalmente, ia dar frutos da minha parte. Mas não demorou muito a acabar todo o optimismo quando peguei na música Alemã que ando a trabalhar e a minha professora entrou na sala. 
Devo dizer que não me sinto confortável naquele registo. E é realmente um registo que preciso de o fazer sem dificuldade... Mas não consigo. Não sei fazer as técnicas correctamente, a voz não sai na forma de uma pessoa de 18 anos... Então, fico "morta". Fico retraída a tudo, escondendo-me por entre as minhas células cerebrais. Fico ridícula! Mas não quero pensar em como devo aparentar para não começar a arrancar as próprias células onde me escondo.  

Eu: Não consigo. (digo várias vezes estas duas palavras...)

(...)

Professora: Mas andas a tomar algum ansiolítico, algum calmante para dormir ou algo do género? 
Eu: Por vezes. Mas não. Não tenho tomado.
Professora: É que pareces que estas dopada! 

Não estou dopada. Estou frustrada. Estou triste e irritada por não conseguir fazer as coisas que mais amo. Estou cansada das vezes que ouço criticas das pessoas mais próximas de mim, das vezes que preciso de falar e não me dão ouvidos. Então sim... Quase pareço sobre o efeito de alguma substância. Mas não, estou quase a explodir por saber os erros que faço, saber que consigo fazer o que me pedem, mas não conseguir. Não consigo mesmo. Agr!

7 comments:

  1. Mentaliza-te de que consegues!

    R.: Mas eu só escrevo quando a inspiração chega :)

    ReplyDelete
  2. Tudo vai melhorar, vais ver !
    E não digas que não consegues ! Tu consegues, de certeza !
    r: Muito obrigada, espero encontrar :D
    p.s- Vou seguir ;)*

    ReplyDelete
  3. r: Não podias ter dito melhor!

    ReplyDelete
    Replies
    1. nada que uma boa dose de sushi e de amigas não cure!

      Delete
  4. r: Essa é das melhores sensações, eu também adoro! Oh, muito obrigada. Fiquei mesmo feliz ao ler o teu comentário (:

    Não te podes deixar ir abaixo... Tens de acreditar que vais ser capaz de fazer tudo aquilo que tanto queres*

    ReplyDelete
  5. R.: Oh :o obrigada! :)

    A sério, em vez de escreveres "não consigo" escreve "eu consigo" :) parece parvo, parece que não vai mudar nada mas, pode ser o início de tudo. Qualquer coisa, fica à vontade :)

    ReplyDelete



blogger template by lovebird